Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ideias/sugestões...

por Mäyjo, em 30.09.16

Li um post do Blogue ATS  sobre a sessão de lançamento do barómetro da sustentabilidade, em que se referia a intervenção do Ministro do Ambiente na sessão, e chamou-me a atenção um repto que ele terá “lançado ao grupo SONAE para que se faça uma análise cuidada da pegada ecológica dos seus produtos e cadeias logísticas, e se disponibilize esta informação ao consumidor”.

 

Pareceu-me uma ideia interessante para um trabalho...

 

Porque não estudar a pegada ecológica...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:18

A MEMÓRIA NUMA APP

por Mäyjo, em 30.09.16

Cada vez mais se tem consciência de que é importante combater as demências.

E aqui está, se não uma boa forma, pelo menos é uma forma inovadora de o fazer. 

alzheimer

Empreendedores espanhóis criaram uma app destinada a doentes com alzheimer. Através desta aplicação os utilizadores conseguem retardar a degradação da sua memória em três anos.

Vencedora da edição espanhola do concurso internacional Chivas The Venture e finalista da final internacional que se realizou em Nova Iorque, a startup espanhola AlzhUp apresentou uma app que através de uma terapia validada pela Universidade de Salamanca consegue revitalizar o cérebro de doentes com Alzheimer.

A terapia consiste numa série de exercícios de motivação, aeróbica, de memória, cálculo e relaxamento que trabalham diferentes zonas do cérebro. Usar esta aplicação é muito fácil: basta o paciente conectar-se através do telemóvel para aceder aos exercícios.

Na app pode incluir-se um banco de recordações pessoais, com vídeos, áudio e até odores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22

O MULTIBANCO MAIS ISOLADO DO MUNDO

por Mäyjo, em 29.09.16

wells fargo_SAPO

Em 1988, a Wells Fargo instalou uma caixa multibanco na Estação de McMurdo, na Antártida, cuja população varia entre os 250 e os 1000 habitantes, dependendo da estação do ano.

Tal como noutras pequenas comunidades, o comércio é fulcral em McMurdo – existem cafés, mercearias, bares e um posto dos correios, e o dinheiro é trocada entre esta economia fechada. Alguns sítios apenas aceitam dinheiro em papel, outros têm mínimos de cartão de crédito que são difíceis de atingir quando são apenas precisam alguns produtos.

Segundo o porta-voz da Wells Fargo, Kristopher Dahl, a empresa forma o staff de McMurdo para fazer pequenas reparações à máquina; existe também uma segunda máquina de multibanco que pode ser "canibalizada" pelas suas partes. “A cada dois anos, ambas as máquinas são abertas e é-lhes colocada a tecnologia mais atual”, explica Dahl.

Os comerciais responsáveis por este trabalho passam por um exame físico e outro psicológico para saber se estão equipados para lidar com o clima da Antárctida, em caso de terem de ficar retidos.

A máquina tem apenas notas americanas – o staff pode trocar o dinheiro na base de Scott, a 3,2 quilómetros de distância. Não existe dólar da Antártida, apesar da Antarctida Overseas Exchange Office produzir notas coletáveis que vendem ou compram o seu valor fácil até que este dinheiro, digamos, falso, expire.

Quem disse que a Antártida não tem moeda?

E se alguém tiver recursos financeiros suficientemente abastados para perder a cabeça e levantar todo o dinheiro, arruinando a economia de um continente inteiro? “Isso seria interessante, mas por razões de segurança não podemos partilhar quanto dinheiro está na máquina”, concluiu, ao Mental Floss, o porta-voz da Wells Fargo. Mas quem o faria?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:03

O PROJETO HOLANDÊS QUE CRIOU TEMPLOS FEITOS DE LIXO

por Mäyjo, em 28.09.16

lixo_a

O Templo do Lixo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01

ITÁLIA: REGIÕES COM POUCOS HABITANTES VENDEM CASAS POR €1

por Mäyjo, em 27.09.16

casa_a

Quem quer comprar uma casa por €1?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57

A pesca em Portugal

por Mäyjo, em 26.09.16

 

740508.jpeg

 

Tendo em conta a distância em relação à linha de costa onde operam as embarcações, a pesca pode classificar-se da seguinte forma: pesca local, pesca costeira e pesca de largo.

A primeira é a mais relevante no nosso país.
Em relação às técnicas mais utilizadas, em Portugal destaca-se a pesca polivalente, a pesca do cerco e a pesca do arrasto.

 

Fatores que condicionam a pesca em Portugal
A importância económica da pesca é pequena. Há pouca população empregada neste setor e o contributo dele para o PIB é reduzido.

 

Há fatores naturais e humanos que condicionam a pesca:

  • Estreita Plataforma continental;
  • Upwelling;
  • Regulamentação criada pela UE;
  • Características da frota, dos equipamentos e da mão de obra.

Foto de NACHO DOCE/REUTERS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Visto de Cima

por Mäyjo, em 26.09.16

Shivaji Nagar No: 1 and No: 2

Mumbai, India

19.061699428°, 72.927082280°

 

8643e410-9a9b-41e2-a6d1-829b9a99ee61.jpg

Shivaji Nagar No: 1 e Não: 2 são dois bairros densamente povoados em Mumbai, na Índia.

A área é o lar de mais de 200.000 habitantes, principalmente imigrantes de Uttar Pradesh e Bihar (localizados no Leste e Norte da Índia, respetivamente), bem como do Bangladesh, que têm vindo para Mumbai em busca de uma vida melhor.

A grande maioria das casas aqui não tem saneamento, água canalizada, banheiras, sanita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

ASSIM ERA A RÚSSIA DE HÁ 100 ANOS

por Mäyjo, em 25.09.16

russia_aA Rússia pré-revolução de 1917

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:48

PAQUISTÃO VAI PLANTAR MIL MILHÕES DE ÁRVORES

por Mäyjo, em 24.09.16

floresta_SAPO

A exploração madeireira ilegal e a “máfia da madeira” produziram já um efeito devastador nas pessoas, vida selvagem e no clima do Paquistão. Mas os paquistaneses não estão dispostos a dar essa destruição como certa. Um grupo de paquistaneses estabeleceu em 2012 o recorde mundial para um abraço de árvore e um soldado plantou mais de 20.000 árvores num só dia.

Agora, escreve o TreeHugger, a província de Khyber Pakhtunkwa, no norte do Paquistão, vai pôr em marcha um enorme plano de reflorestação. O objetivo é plantar cerca de mil milhões de árvores naquela província ao longo dos próximos quatro anos. O projeto terá um custo de €134,6 milhões.

Ainda não é conhecida a maneira como o projecto vai ser implementado, mas espera-se que o governo de Khyber Pakhtunkwa opte por florestas de grande biodiversidade e não por monoculturas de árvores.

Foto: ShaukatNiazi / Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:46

Se a Amazónia pudesse falar...

por Mäyjo, em 23.09.16

Se uma árvore cai numa floresta e ninguém está por perto para ouvi-lo, faz um som?

Sim - e as repercussões são sentidas para as gerações vindouras.

Ouça "The Rainforest", um dos mais audaciosos filmes da Conservação Internacional "Natureza está falando".

 

Em agosto, enquanto a atenção do mundo estava centrada sobre o Brasil para os Jogos Olímpicos de Verão de 2016, os nossos olhos estavam sobre o Brasil por um motivo diferente - a maior floresta tropical do mundo e um dos nossos sistemas de suporte de vida mais vitais, a Amazónia.

 

Infelizmente, ela está sob ameaça.

 

O desmatamento está em ascensão. Em 2015, uma área de floresta quase com o dobro do tamanho do Grand Canyon foi perdida, só em Amazónia brasileira. Isso é simplesmente inaceitável.

 

Como a voz de "The Rainforest", o ator Kevin Spacey ajuda a conduzir para casa a importância e fragilidade de um dos segredos mais bem guardados da natureza – as florestas “guardam” pelo menos 30% da solução para as mudanças climáticas.

Se perdermos nossas florestas, perdemos o nosso clima e nós os seres humanos perdemos – ponto!!

 

Mas vamos deixar "The Rainforest" ter a palavra final:

"Os seres humanos “fazerem” ar ...  isso vai ser divertido de assistir."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40

Pág. 1/3



Este blog disponibiliza informação com utilidade para quem se interessa por Geografia. Pode também ajudar alunos que por vezes andam por aí desesperados em vésperas de teste, e não só, sem saber o que fazer...

Mais sobre mim

foto do autor


Siga-nos no Facebook

Geografando no Facebook

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D